Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Cinema e vídeo, poesia



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Poetrix - Lílian Maial
 Lílian Maial - prosa & verso
 Poros e Cendais - Antoniel Campos
 Poesia Sim - Lau Siqueira
 Tábua de Marés - Márcia Maia
 Angela Bretas
 Ver-O-Poema


 
Sonetos - Lílian Maial


MAL DE AMOR

Lílian Maial & Nathan de Castro

 

 

O amor é como a brisa das manhãs douradas,

que chega de surpresa, a refrescar o dia.

O mundo fica belo, as nuvens perfumadas,

e o tempo perde tempo, aos olhos da alegria.

 

O amor é como a chuva fria nas calçadas,

que chega em tempestade, dor, melancolia.

O mundo fica cinza, as luas deformadas,

e o tempo pesa mais que a lágrima tardia.

 

O mal de amor é fogo, é ar, é terra e é água,

que juntos se modelam, esculpindo a mágoa,

mas quem pode viver sem essa flor letal?...

 

Que venham elementos, venha a natureza,

os ventos da paixão, os beijos e a certeza:

amar faz tanto bem, que chega a fazer mal.

 

**********



Escrito por Lílian Maial às 20h10
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]